terça-feira, outubro 23, 2007

O molusco pelo jeito não é o único que está capitalizando em cima da relativa tranquilidade econômica mundial. Basta trocar o nome e o cargo que essa crítica serve perfeitamente para o apedeuta:

"Jaroslaw Kaczynski teve um jogo fácil. Seu país vive o melhor momento dos últimos três séculos, mas o premiê não foi realista. Ele se via como um revolucionário, que se arrogava o direito moral de 'esticar' o estado de direito como uma tira de borracha e de desrespeitar os hábitos democráticos."


Eu já imaginava que isso também estivesse acontecendo em outros países, essa é só uma confirmação. A parte boa é que Kaczynsky foi vencido por, dizem, um liberal. Aqui dificilmente teremos a mesma sorte.

2 comentários:

cabidela disse...

o molusco está em seu habitat preferido: em mar de águas calmas e fétidas. Quem será o ambientalista capaz de despoluir esta baía????

Primo de Rivera disse...

voce e assim sempre ou so quando esta acordado?