quinta-feira, março 17, 2016

Os estagiários da primeira instância

A nova moda entre os isentões é o legalismo.

Em textos sempre muito serenos e cheios de jargões legais recém adquiridos, apontam o absurdo de um mero juiz de primeira instância decidir algo que toca pessoas tão importantes como ministros e - o horror - até a presidente.

Nesses textos dá até pra ter a impressão que juizes de primeira instância são alunos da primeira fase de direito, incapazes de julgar matérias que deveriam ser deixadas aos adultos, do Supremo, estes sim, no topo da cadeia alimentar.

Claro que isso faz parte do jogo petista. O Supremo vem sendo aparelhado desde o primeiro mandato de Lula, começou com gente simpática a causa (que nem sempre respeitavam a coleira) e foi evoluindo para militantes sem vergonha nenhuma de ignorar explicitamente trechos da constituição pra fazer valer a tese do partido.

O que o PT quer é que tudo fique no Supremo, onde eles acreditam que ganham tudo independente de provas, testemunhas e fatos. O pior é que eles podem estar certos...

3 comentários:

Fábio V. Barreto disse...

Todo isentão é um aliado do petismo, conscientemente ou não.

Reformista disse...

Essa história de atribuir os males do Brasil à esquerda comunista é uma forma de desviar a atenção do que importa. Direita ou esquerda..., quem está hoje no governo é uma quadrilha, que se beneficia do ódio ao PT e faz a farra. Não é de direita nem de esquerda, é corrupta, faz política para aumentar o patrimônio pessoal. Se tem corrupto na esquerda, tem na direita. Basta ver que os corruptores investigados hoje corromperam indistintamente a todos, inclusive já atuavam nos governos militares. Portanto, esse ódio à esquerda cheira à uma mal disfarçada proteção aos corruptos da direita, dos quais pouco se fala aqui.

Giovani MacDonald disse...

Não leu nada aqui...e o cheiro do esquerdismo dá pra sentir de longe. Apesar de saber que é perda de tempo, deixo uma dica caso queira tentar ler alguma coisa antes de postar mais um comentário genérico de quem só leu o nome do blog, deixo uma dica: a diferença entre esquerda e direita abordada aqui no blog é ideologica, e como tal, os corruptos nunca estarão na direita, pois eles precisam do Estado para tornarem-se corruptos, e a direita como entendida por aqui, é a do Estado minimo...